All for Joomla All for Webmasters

Precisamos de novas formas de explicação do real, novos modelos de referência para intervir no mundo. Esta evidência se faz notada pela dificuldade de explicação satisfatoriamente há uma imensidão de experiências ditas espirituais, estados alterados de consciência, percepção extra-sensorial, mediunidade, etc., e suas inter-relações com o universo macro cósmico.

Diante da ciência oficial, todos aqueles que se aventuram por este caminho são desqualificados por uma falta de critério, ou método capaz de medir, predizer e afirmar com exatidão, a veracidade destes fenômenos ou destas experiências.

Mas a ciência evolui. É fundamental que a ciência continue suas pesquisas no campo da materialidade, mas é muito importante que ela considera e abra espaços de pesquisas para os fenômenos que transcendem a experiência imediata dos sentidos físicos. Esta abertura se dará quando houver uma ruptura com o paradigma predominante, concebido pela dualidade e separação dos objetos de estudo.

O renomado Biólogo Austríaco Ludwing von Bertanlanffy (1901-1972), criador da Teoria Geral dos Sistemas, preocupou-se em transpor as barreiras existentes no âmbito das disciplinas científicas, propondo uma nova forma de investigação da ciência sem as divisões e fragmentações com especializações. Certamente que esta visão, ou cosmo visão, não é ainda tão amplamente utilizada pela maioria dos teóricos e experimentadores da ciência, mas com certeza é uma perspectiva em evolução para exploração, intervenção e análises dos fenômenos.

Esta teoria pode ser concebida como uma teoria de princípios universais com aspectos interdisciplinares, uma metaciência. Esta perspectiva teórica é um esforço para elabora uma síntese do conhecimento, sem a eliminação das diferenças, nem a separação do que seja fenômeno material e do que seja fenômeno não-material (metafísico, espiritual, da consciência). Esta teoria fala de totalidades, de organizações de sistemas e de suas inter-relações.

Como o modelo de ciência vigente não se abre amplamente para esta nova configuração e interpretação do real de modo satisfatório, paralelamente a esta, se desenvolve uma diversidade de alternativas teóricas/experimenta is para incluir novas visões e novos saberes ao modelo científico atual.

Se o nosso universo é um emaranhado de inter-relações sistêmicas, do micro ao macrocosmo, ordenadamente inteligente e rico de possibilidades infinitas, não podemos nos limitar a explicações unidirecionais e mutuamente excludentes. Uma nova concepção de mundo implica uma profunda mudança de mentalidade.

E você... Está pronto para as mudanças?

Back to top